Roberta Medina | por favor clica aqui

___________________________________________________________________

entrevista.com Roberta Medina

Escola, Música, Energia e Solidariedade

2010 marca a 2.ª edição do Concurso Rock in Rio Escola Solar. Para conhecer este projecto, contactámos a vice-presidente do Festival Rock in Rio Lisboa. Especialmente, e desde o Brasil, Roberta Medina explica-nos o que é este concurso e como funciona.

A Roberta Medina é a vice-presidente do Rock in Rio que se realizará em 2010, pela quarta vez, em Lisboa. Em 2008 nasceu o concurso Rock in Rio Escola Solar que foi relançado em 2009. Pode explicar-nos como surgiu este concurso?

para aumentar clica na imagem

E em que consiste?

Consiste num Concurso a nível nacional, para as escolas do 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário, que visa estimular o pensamento sustentável dos alunos, de forma a que criem soluções ambientalmente sustentáveis para a melhoria da qualidade de vida de uma zona carenciada da sua comunidade.
O nosso objectivo é usar a música e os bilhetes para o Rock in Rio como estímulo para a participação e mobilização dos jovens de todo o país, incluindo das regiões autónomas

Como se processam as diferentes etapas deste concurso?
A primeira etapa, já encerrada, foram as inscrições das escolas. Recebemos 291 inscrições oriundas de 251 escolas. A segunda fase do Concurso “Rock in Rio Escola Solar” consistiu na entrega dos projectos em formato digital. Os projectos foram, depois, analisados por um júri, constituído por elementos de todas as entidades parceiras: Rock in Rio, SIC Esperança, ADENE, Ministério da Educação – Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, Gabinete do Coordenador Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico e Patrocinador Social do Rock in Rio-Lisboa. Os vencedores foram já anunciados através dos órgãos de comunicação social, do site do Rock in Rio e dos sites de algumas das entidades envolvidas.

O desafio lançado às escolas nesta 2.ª edição do concurso foi o de criar projectos que tivessem uma preocupação ambiental e de coesão social e territorial. O que é que tal implica?

Acreditamos que a sustentabilidade do planeta começa num estilo de vida sustentável para o próprio ser humano e se assim for, o planeta será beneficiado como consequência. Por isso, o desafio que propusemos não se limita a imaginar soluções ambientalmente sustentáveis, mas fazer com que as mesmas tenham impacto directo na qualidade de vida das pessoas. Acreditamos que aproximar os jovens das zonas carenciadas da sua comunidade pode trazer benefícios futuros de inclusão social muito positivos, ao mesmo tempo que estarão a cuidar do planeta.

As escolas, cujos projectos são considerados os melhores, recebem, entre outros prémios, um sistema fotovoltaico e um sistema solar de produção de águas quentes sanitárias. Porquê a escolha por este tipo de prémio?

Porque além dos benefícios concretos destas tecnologias, ficam como um elemento visível para as gerações futuras das escolas. Não é um prémio que acabe com a turma que participou e venceu, mas um prémio que permanece. Além disso, é uma forma de gerar receitas para mais projectos sociais a médio e longo prazo (15 anos), através da venda da produção de energia à rede pública. Estas instalações serão inscritas no programa “Renováveis na Hora” e 100 % dos recursos serão revertidos para projectos sociais, 25 % através das escolas vencedoras e 75 % através da SIC Esperança, parceiro social do Rock in Rio-Lisboa.

Qual a importância da criatividade e da inovação nos projectos apresentados?

A criatividade e a inovação trazem um desafio maior para os alunos, pois não basta fazer o básico, são um estímulo para que tragam novas propostas, aprofundem e libertem as suas ideias. Se forem capazes de nos apresentar projectos assim, com certeza poderão, depois, partilhar e multiplicar a sua ideia por todo o país.

De entre os 20 projectos premiados, os 2 melhores que conjuguem a criatividade, a inovação e a sustentabilidade serão também contemplados com um prémio financeiro. Qual é o objectivo deste prémio específico?

Garantir que os projectos possam ser concretizados. Permitir que sejam os próprios alunos a implementar o seu projecto, o que gera maior interacção com a comunidade local, e que vejam concretamente os benefícios da sua ideia para a vida das pessoas.

Tendo em conta a experiência da primeira edição, quais são os resultados deste tipo de iniciativa?

Primeiro, comprovou que a música e o entretenimento conseguem mobilizar a camada jovem da sociedade para causas ambientais e sociais, isto é, podem ser um elemento de educação e estimular a mudança de atitude na sociedade. Também mostrou a vontade, disponibilidade e interesse dos jovens neste tipo de assuntos, principalmente quando podem ser parte activa de um movimento. Além disso, também mostrou que os jovens, não só são capazes de criar boas soluções para problemas da sociedade, como também são capazes de concretizá-las; basta serem estimulados e terem oportunidades.

Fotografias: © Agência Zero
___________________________________________________________________

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: